O novo luxo de milão

A moda italiana anuncia: o novo luxo está nos detalhes. Pela semana de moda de Milão desfilaram roupas que vão além, provocam uma perícia. Peças que encantam através de camadas de sofisticação invisíveis ao primeiro olhar.

Peças simples, mas perfeitamente executadas, impecáveis, com inovações em cima de matéria prima de qualidade única, que a gente nota, percebe e não se esquece. E deseja, ah se deseja!

E nem ousamos falar da moda italiana sem reverenciar a papisa, Miuccia Prada, em coleção emblemática que reinventou o jersey em peças que mesmo quando parecem apenas lindas e cheias de doçura, apontam ilusões, sugerem mais. Roupas pra bonecas maduras e intelectuais.

Mas foi um alemão quem melhor comprovou o novo luxo: Karl Lagerfeld em desfile surpreendentemente sóbrio, que explorou as possibilidades do couro em peças arquitetonicas, puristas e elegantérrimas. Uma moda mais interessante do que ele vem mostrando na Chanel!

A sobriedade também foi tema da Emporio Armani em desfile dark, pesado e ao mesmo tempo extremamente feminino, sombrio e romântico. Moda perfeita pra princesas duronas, mulheres de beleza delicada e personalidade forte.

A mesma coloração também invadiu a passarela de Alberta Ferretti, que voltou ao renascimento em longos dramáticos, muita rendas, detalhes ricos, jacquard e mulheres frágeis, porém cheias de atitude. Desejamos tudo!

Já a novíssima MSGM, que costuma brilhar nos prints, apresentou seu minimal em blocos deliciosos de cor em peças com modelagem A (tendêncinha), calças “sininho” (tendência) e golas olímpicas (supertendência!), além de um jeito novo de usar cachecol que vamos aderir.

As cores também foram tema da Moschino, que desta vez mirou em centros urbanos, nas misturas dos guetos e nas pixações que saem dos muros pra vestidos luxuossos. Mas claro, com todo o humor e a irreverência pop de Jeremy Scott.

Outro ponto alto da semana foi a aguardada estreia de Alessandro Michele à frente da Gucci, se mostrando a escolha perfeita pra rejuvenescer a marca e levá-la de volta a suas raízes boho. A nova mulher da marca é girlie, boêmia e intelectualizada, uma dândi sem poeira fashion. Ela é nova!

E pra fechar, a Dolce & Gabbana protagonizou um show de doçura ao levar pras passarelas belas mamas e seus filhotes, embalados por tons pastel, desenhos infantis e declarações de amor entre as rendas negras, rosas vermelhas e toda paixão da mulher italiana, assinaturas da marca.

milao (1)

milao (9) milao (2) milao (3) milao (4) milao (5) milao (6) milao (7) milao (8) milao (11)

milao (10)

Previous Post Next Post

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply